Projeto TRANSIT é destaque da programação cultural do GOETHE-INSTITUT


TRANSIT: DOPPELINSZENIERUNG DES THEATERSTÜCKS "DIE LÄCHERLICHE FINSTERNIS" VON WOLFRAM LOTZ

Erstmals wird das deutsche Theaterstück "Die lächerliche Finsternis" von Wolfram Lotz in Brasilien zweifach inszeniert: Anlässlich des Theaterfestivals Palco Giratório bringen die beiden Regisseure Camilo de Lelis und Alexandre Dill jeweils ihre Interpretation des Stücks auf die Bühne.

PROJETO TRANSIT: 2 DIRETORES BRASILEIROS, 1 TEXTO ALEMÃO

O Goethe-Institut Porto Alegre convidou os diretores gaúchos Camilo de Lélis e Alexandre Dill para, separadamente, encenarem o texto As Trevas Risíveis (2015), “Die Lächerliche” Finsternis”, do alemão Wolfram Lotz. Os dois espetáculos estrearão dentro da programação oficial do 12º Festival Palco Giratório Sesc. A montagem As Trevas Ridículas, de Dill, será apresentada em 23 e 24 de maio. A encenação Nas Sombras do Coração, de Camilo, terá sessões nos dias 27 e 28 de maio. Após suas estreias no Palco Giratório, os espetáculos retornam ao Teatro do Goethe para temporadas regulares. Batizada de TRANSIT por estabelecer trocas entre continentes, entre estéticas e entre gerações, a iniciativa do Goethe-Institut envolve outras iniciativas inéditas. As encenações gaúchas marcam a estreia do texto As Trevas Risíveis em palcos brasileiros. Considerado uma das revelações da dramaturgia e da poesia alemãs, Wolfram Lotz foi escolhido Dramaturgo do Ano na Alemanha em 2015 justamente por esta obra. Os processos de criação de As Trevas Ridículas e Nas Sombras do Coração serão registrados pelo site AGORA Crítica Teatral (www.agoracriticateatral.com.br) através de postagens de seus editores, Michele Rolim e Renato Mendonça. Além disso, a fim de ampliar o trânsito do projeto, o TRANSIT trará até Porto Alegre um crítico alemão, a jornalista Dorothea Marcus e um crítico do centro do país (a confirmar) para que acompanhem as estreias de As Trevas Ridículas e Nas Sombras do Coração no Palco Giratório. Está previsto um debate público durante o festival reunindo críticos convidados e os diretores Camilo de Lélis e Alexandre Dill. Idealização e Realização: Goethe-Institut Correalizadores: Festival Palco Giratório - Sesc/RS e Agora Crítica Teatral Sobre o dramaturgo: Wolfram Lotz, 35 anos, é uma das revelações da dramaturgia e da poesia alemãs. As Trevas Ridículas, escrito originalmente na forma de radioteatro, valeu a ele a escolha como Dramaturgo do Ano na Alemanha em 2015. As montagens de Lélis e de Dill marcam a estreia no Brasil desse texto de Lotz. Sobre os diretores: Camilo de Lélis já venceu o troféu Açorianos de direção por Macário, o Afortunado (1991), O Estranho Sr. Paulo (1997), A Bota e a sua Meia (1997) e Merdha, Presidentas (2000), além de três Tibicueras de direção de peças infantis. Em 1998, apresentou A Bota e a sua Meia em Munique, sendo elogiado pelo autor Herbert Achternbusch. As Quatro Direções do Céu foi premiada duas vezes no Prêmio Braskem 2015, nas categorias melhor espetáculo e melhor diretor. Alexandre Dill conquistou o Troféu Açorianos 2012 de direção de dança com o espetáculo Fauno. Em 2013, venceu o Prêmio Novos Diretores, parceria do GI com a prefeitura de Porto Alegre para a montagem de A Noite Árabe. Ainda em 2013, a pesquisa Fausto, o ator, o espectador e a criação de uma fábula gestual foi contemplada com a Bolsa de Pesquisa em Artes Cênicas Décio Freitas. Em 2016, o diretor foi convidado pelo GI para participar do Fórum International, programa para profissionais de teatro no âmbito do festival Theatertreffen de Berlim. Sobre os críticos convidados: Dorothea Marcus, Alemanha Nasceu em 1969 e estudou Filologia e História Alemãs na FU Berlin. Trabalha como jornalista cultural freelancer desde 1999 - primeiramente em Freiburg, depois em Colônia - para o jornal "taz", para os canais de rádio públicos Deutschlandfunk e WDR, para a revista "Theatre heute" e para o portal on-line "nachtkritik.de ", entre outros. Foi jurada do Prêmio de Teatro de Colónia, NRW-Theatertreffen e do NRW Jugendtheatertreffen "Westwind" (conferência de teatros para jovens na Renânia do Norte-Vestefália). De 2009 até a sua extinção em 2014, foi editora-chefe da revista de teatro "aKT" em Colónia. Ela é professora da cadeira "Escrever sobre dança e teatro" do curso de graduação "Cultura de dança e movimento" da Universidade Alemã de Desporto de Colónia. Sobre o AGORA AGORA é um portal de crítica teatral com cobertura nacional, sediado em Porto Alegre e apoiado pelo Goethe-Institut. Desde sua criação, em 28 de julho de 2015, o site contabiliza a postagem de mais de 90 críticas, mais de 13 mil sessões e acima de 9 mil usuários envolvidos. A partir de janeiro de 2017, o AGORA é formado por Michele Rolim e Renato Mendonça, e suas postagens estão abertas a colaboradores convidados. O AGORA mantém parcerias com o site francês l’insensé e com o site chileno Ágora. Mais informações: adair.gass@portoalegre.goethe.org – (51) 2118-7800

ACESSE https://www.goethe.de/ins/br/pt/sta/poa/ueb/hgl/hgl.html#i5125832

#projetotransit #goetheinstitutpoa #projetotransit #estreianacional#estreiaemmaio #grupojogo10anos #estudiox #cincoporoito#astrevasridiculas #dielächerlichefinsternis #wolframlotz#palcogiratoriosescpoa2017 #theaterdeutschwarumnicht

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo